Uma Oferta Digna.

ImageFiquei encantada quando a minha vizinha  recebeu uma Bíblia como presente de uma amiga que temos em comum. No entanto ela parou de lê-la  porque não conseguia compreender como Deus podia ser tão injusto em rejeitar a oferta de Caim. “Afinal” disse ela, ” sendo fazendeiro, ele trouxe simplesmente o que tinha. Por acaso Deus esperava que ele comprasse outro tipo de sacrifício?”.

Não é que Deus não gostasse de hortaliças. Na verdade, Ele sabia que a oferta de Caim mascarava uma atitude pecaminosa. Caim não era totalmente dedicado a Deus, e demonstrava que não estava vivendo de acordo com Seus caminhos.

É fácil adora a Deus no exterior enquanto mantemos o território interior longe dele. Judas escreve a respeito de pessoas religiosas, que usavam as atividades religiosas para encobrir a realidade de suas vidas pecaminosas: “Ai deles! Porque prosseguiram pelo caminho de Caim…” (Judas 11). Podemos servir a Deus fielmente, cantar louvores a Ele, e dar com desprendimento para a Sua obra, mas Deus não quer nada disso sem nossos corações.

O Senhor tem prioridade sobre nosso planos e sonhos? Ele vale mais do que o pecado que nos assedia? Ao demonstrarmos que Ele é mais valioso do que qualquer coisas ou pessoa em nossas vidas, essa é a oferta que ele não recusará.

– J. M. Stowell

Anúncios

Por amor do Seu Nome.

Os antigos israelitas se reuniram em Gilgal para a coroação de Saul como seu primeiro rei (1 Samuel 11:15). O Senhor não estava contente que Seu povo tivesse pedido um rei, ainda assim nesta ocasião Samuel disse estas palavras: ” Pois o Senhor, por causa do seu grande nome, não desamparará o seu povo, porque aprouve ao Senhor fazer-vos o seu povo.” (1 Samuel 12:22).

Nós também somos o povo especial do próprio Deus se já confiamos em Jesus como Salvador (1 Pedro 2:9). Ele não vai nos desamparar embora saiba que vamos desapontá-lo. Ele sabe como somos – pecadores, fracos e frágeis. Jesus sabia disso antes de nos chamar e nos atrair para Ele. A certeza da nossa salvação não está em nós mesmo, mas no caráter de Deus (1 João 5:20). Ele nos guardará até o fim.

Isto não nos dá uma desculpa para continuar a pecar. Paulo disse: “De modo nenhum! Como viveremos ainda no pecado, nós os que para ele morremos?” (Romanos 6:2). As nossas escolhas realmente refletem o caráter de Deus, nosso testemunho no mundo e nossa comunhão com Ele. Contudo, Deus jamais rejeitará Seu povo, aqueles que são verdadeiramente Seus. O Senhor não pode e não vai abandonar aqueles que lhe pertencem (Hebreus 13:5).

Podemos descansar sossegados. Quem é salvo por Deus, Ele guarda – por amor do Seu maravilhoso nome.

Vidas arraigadas na graça imutável de Deus jamais poderão ser arrancadas.

David H. Roper

“Sou egoísta mas tento te dizer que não “

Vaidade – TANLAN

Sou a criança que chorou logo ao nascer, o velho homem que morreu sem perceber.
Eu sou o pó que se levanta de manhã e à noite, se foi. Sou a vontade incontrolável de chorar, a liberdade indesejável de errar. Eu sou um pouco menos do que eu quero e muito mais do que não.
Sou o desejo incorrigível de sorrir, a busca tão indiscutível por sentir. Um incompleto irresponsável pronto pra te dizer sim , um hábito inútil, sem sentido, um vapor, um indiscreto transitório, um louco sem pudor.

Mas a vida ainda vale a pena
A vida ainda vale a pena

Eu sou o livro cuja capa não se pode ler, a dor e toda graça do que é viver. Eu sou o que sobrou de uma lembrança, a arrogância de ser. Sou egoísta e tento te dizer que não, o meu cinismo só revela a omissão dee quem assiste a um desfile triste, um clichê em vão
A vaidade das vaidades, um vazio sem fim, a busca da realidade é o que me trouxe aqui.

Mas a vida ainda vale a pena
A vida ainda vale a pena.

http://www.youtube.com/watch?v=SELAHiUonro

——————————————————————————————————————-

Essa letra do Tanlan tem ecoado em minha mente, principalmente esse trecho que diz:”sou egoísta e tento te dizer que não”. Isso é uma verdade que não passa
de uma mentira dita pela gente, afinal, sempre arrumamos um jeito de dizer pra Deus isso ou aquilo, que não somos egoístas assim. E a verdade que nós somos sim
egoístas.
Nós somos cheios das desculpas, queremos arrumar justificativa pra tudo e explicar o que se explica sozinho, sem falar que Deus conhece o nosso coração
melhor do que nós mesmos. E ainda achamos que podemos convencer Deus da nossa desculpa ou da nossa mentira, quando na realidade só estamos perdendo nosso tempo
e magoando o coração de quem tanto nos ama e quer ouvir de nós apenas uma sinceridade, mesmo que a mesma nos condene.
Descobrir que não prestamos, que nada de bom temos para dar, é o melhor caminho, é como diz a música Pensei do Palavrantiga:
“vou e faço o meu melhor. E ser barro em tuas mãos.”